18 de dezembro de 2013

Tamarino ou Tamarindo

Ontem, Domingo dia 15/12/2013, foi dia de fazer uma visita ao hipermercado e procurar frutos e outros produtos exóticos.

Nesta visita deparei-me com o Tamarino ou Tamarindo. Um fruto algo estranho, o que não deixa de ser simpático. Quase que parecem amendoins com casca, mas muito maiores e com casca lisa e mais dura.

Como não poderia deixar de ser lá comprei uns exemplares. A casca parte com facilidade. Vi que as sementes são robustas e parecem-me saudáveis.

Agora é fazer todos os procedimentos necessários, deitar as sementes à terra e esperar... esperar...

Sementes, a mais amarela é uma semente ainda com o revestimento, revestimento esse que deve ser retirado antes de se colocarem na terra. 


Algumas informações técnicas sobre o fruto.

O tamarindo ou tamarino, como também é chamado, é uma fruta originária da África equatorial e da Índia. Os árabes a denominavam de “Tamr al-Hindi”, que significa “tâmara da Índia”. 
O tamarindeiro é uma árvore com uma copa densa e pode alcançar até 25m, sendo apreciada também como forma de ornamentação em áreas urbanas. A temperatura média ideal para o desenvolvimento da planta é de 25ºC, em regiões de clima tropical húmido ou árido. 

O tamarindo é uma vagem revestida por uma casca não muito grossa, porém dura e quebradiça. No interior da casca, há uma polpa avermelhada, fibrosa, com um alto teor de ácido tartárico. 

A fruta demora aproximadamente, 245 dias para chegar à fase de maturação. No período em que as frutas estão amadurecidas, as sementes crescem, a polpa encolhe e a casca fica mais frágil, quebrando  facilmente com a mão. 

O tamarindo possui um alto teor de proteínas, glícidos e  minerais. O tamarindo é utilizado em refrescos, gelados, sumos, pastas, doces, licores, polpas, etc., além de servir como temperos. 

Como se pode cultivar


O tamarindeiro pode ser propagado vegetativamente por estaquia (ramo verdes, ramos semi-maduros e ramos maduros), enxertia e mergulhia aérea e subterrânea. Para a utilização de qualquer método, é de fundamental importância a escolha de material vegetativo (galhos e ramos) livres de doenças, pragas e danos. Os galhos e ramos com cores das folhas diferentes do verde, devem ser evitados.

  Os frutos devem estar maduros, sendo selecionados aqueles que não apresentar doenças e não estiver danificados.  Os frutos devem ser secados ao sol por cinco a sete dias e ser periodicamente revolvido para uniformizar a secagem.
A extracção das sementes é feita manualmente, com a retirada da casca, sendo posteriormente lavadas em água corrente, para remoção da polpa. As sementes, após secadas, deve ser armazenada em um lugar fresco em frascos bem fechados protegidos dos ratos e insetos. O tempo de armazenagem vai depender das condições de armazenamento e da qualidade dos processos de extração e secagem das sementes.
  
    PRÉ-TRATAMENTO DA SEMENTE
     As sementes saudáveis do tamarindo tem aproximadamente 72 % de germinação. A porcentagem de germinação pode ser aumentada com simples tratamentos de sementes. Os tratamentos de sementes incluem:
* embeber as sementes na água limpa por 24 horas (pode elevar a germinação a 80%)
* escarificar  o revestimento da semente (pode elevar a germinação a 85%).
  • Escarificar e embeber a semente na água por 24 horas (pode melhorar a germinação a 92%).
  • As sementes do tamarindo devem ser semeadas em canteiros bem preparados, em distância de 2 – 3 cm uma da outra. A semente deve ser colocada em cova de 1 – 2 cm de profundidade, e coberta com composto bem arenoso, além de ser irrigada periodicamente. Se a semente for plantada a uma profundidade alta, a germinação pode não ocorrer.
            A germinação da semente viável pode ocorrer em 5 – 10 dias, mas as plântulas podem demorar até um mês para serem vistas acima do solo. o tamarindo tem o revestimento do tegumento duro, o que prejudica a germinação, atrasando-a.


7 comentários:

  1. Boa noite amigo! O Tamarino resiste aqui em portugal?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia resiste, conheço pessoas que os tinham na zona do Grande Porto e outras na cidade de Viseu,

      Eliminar
  2. Boa tarde,Sou de Cabo Verde e por lá há bastante nesta época e utiliza-se muito para refresco, gelado e ponche. Por norma não se costuma plantar com todo o processo acima descrito. Quando chupamos a polpa, se deitarmos a semente num terreno de cultivo, a planta acaba por crescer sozinha com a chegada da chuva. já comprei aqui algumas vezes e o saber é bem diferente. Os de Cabo Verde têm um sabor mais ácido. Nesta época há em abundância e já recebi duas vezes neste mês que me mandaram. Estou grávida e as grávida, pelo menos por lá adoram o fruto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sou de Moçambique e lá havia muitos e eram muito melhores do que os que se compra nos supermercados em Portugal! Eram muito ácidos e os de cá são doces. Não gosto nada!

      Eliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde,Sou de Cabo Verde e por lá há bastante nesta época e utiliza-se muito para refresco, gelado e ponche. Por norma não se costuma plantar com todo o processo acima descrito. Quando chupamos a polpa, se deitarmos a semente num terreno de cultivo, a planta acaba por crescer sozinha com a chegada da chuva. já comprei aqui algumas vezes e o saber é bem diferente. Os de Cabo Verde têm um sabor mais ácido. Nesta época há em abundância e já recebi duas vezes neste mês que me mandaram. Estou grávida e as grávida, pelo menos por lá adoram o fruto.

    ResponderEliminar
  5. ola onde aremjo folha de tamarindo em portugal alguém de dis

    ResponderEliminar